Idas e vindas e voltas



Voltei com feridas abertas, com as dores de uma vida e o peso do mundo sobre minhas costas. Com a responsabilidade de encontrar soluções, saídas, resultados. Voltei com o desejo de liberdade gritando no peito e as portas das grades que prendem minha alma cada vez mais enferrujadas, mas ainda resistentes pra me manter cativo.

Voltei de um desabafo, uma rota de fuga, um sopro de vida. Voltei pra seguir meu caminho, aos tropeços, aos acertos, aos fins que passam pelos meios. Voltei pra ser dono de mim, pra tentar me (re)erguer e fazer das escolhas, dos obstáculos, das perspectivas, um ponto de partida pra me cuidar enfim.

Um comentário:

  1. Muito lindo!!! Que esse sopro de vida venha como um furacão e mude logo e vire o lado da moeda...que seja favorável aos teus desejos meu amigo. Fico aqui só de dedinhos cruzados sempre!!!!

    ResponderExcluir

Comente : )